Ambiente e Holding

19 de abril, 2022

Winnicott foi o analista que mais revolucionou a psicanálise, pois via o paciente como um semelhante. Ao contrário de outros, também brilhantes, acreditava que cabia ao analista “trabalhar” o ambiente, visto que, no desenvolvimento humano, o ambiente facilitador (mãe ou substituto) é que será determinante para que o indivíduo seja um ser integrado, personalizado e realizado.

Tudo isso permitirá que o bebê entre no espaço da ilusão, no qual, através dos objetos transicionais, ele cria o que já existe, o que levará à criatividade, que é uma capacidade essencial para usufruir a vida. Em continuidade, o bebê perceberá que não precisa abrir mão de si mesmo, pois o ambiente permite e respeita suas demandas originais, de que não precisa fazer grandes esforços para atender a uma mãe instável e que muda a cada minuto. Assim, consegue obter um dos mais importantes aspectos da vida, ou seja, o predomínio do verdadeiro self, que não precisará ser totalmente ocultado.

O ambiente acolhedor faz parte do mundo interno do ser humano, daí ele conseguir ficar só sem a avassaladora solidão “com ruídos”, uma das mais importantes conquistas do psiquismo humano.

Para que tudo isso aconteça, o homem já terá conseguido ver o outro como separado, a vivência de alteridade com respeito e com boa capacidade de adaptação às exigências da realidade. Percebe, naturalmente, que a mesma (realidade) existe e não é função do indivíduo, assim é capaz de lidar com a frustração e não deixar de aproveitar aquilo que os objetos podem oferecer.

Um dos pontos culminantes da obra de Winnicott são os paradoxos. Exemplos: algo existe e ao mesmo tempo é criado pelo bebê e pelo adulto, chegando assim à criatividade; precisa-se do outro para ficar só e inúmeros outros.

Winnicott revolucionou o setting e a técnica psicanalítica, aproximando-se dos pacientes como pessoas e não usa os conhecimentos teóricos para afastá-las e ou distanciá-las. Sua grande virtude, como diz Khan: “sempre deixava que cada um criasse seu próprio Winnicott.”

 

Sérgio Kehdy

Nova Lima, março de 2022.