Agosto de 1976. Sábado. O Brasil perde um grande guerreiro: Juscelino Kubitschek de Oliveira. Morte por encomenda. João Rufino Neto, seu amigo de infância, declara que ele foi morto por inveja. Eu discordo, e discorrerei sobre: Juscelino foi morto por ódio.

“Jucilino”, como é chamado por alguns, nasceu em Diamantina, em 12 de setembro de 1902. Conta o cinegrafista do Memorial JK que, nesse dia, o pai, João César de Oliveira, dispensou um encontro com um amigo, pois “tinha nascido o futuro Presidente da República”.

Eliane de Andrade

Eliane de Andrade

Analista Didata do Grupo de Estudos Psicanalíticos de Minas Gerais e da Sociedade Psicanalítica do Rio de Janeiro, da International Psychoanalytical Association (IPA).