Nota sobre a tragédia de Brumadinho

4 de fevereiro, 2019

Nota da SBPMG sobre a tragédia de Brumadinho

Solidariedade e Responsabilidade

“A morte deveria ser assim:
um céu que pouco a pouco anoitecesse
e a gente nem soubesse que era o fim…”

Quando Quintana nos define a melhor hora da morte, cuidando da leveza do fim, certamente nos alerta para o assombro de outros destinos implacáveis.
Assim estão os nossos irmãos mineiros diante da tragédia anunciada que entristeceu as montanhas das Gerais: impactados pelo inesperado, por uma avalanche de sangue e lama, ainda envoltos no odor da morte e do luto interminável. Não bastasse tal cenário, rondam misteriosas as ameaças de novos rompimentos, destino inevitável de quem caminha nas mãos do imprevisível.
Não há como evitar o sentir profundo quando estamos empáticos aos que sofrem diante de tamanha invasão de dor e sofrimento, tentando encontrar pouso firme em solo que tem no nome a inscrição do desamparo.
Solidária e comovida com a situação atual de Brumadinho, nós, Psicanalistas da Sociedade Brasileira de Psicanálise de Minas Gerais (SBPMG), trazemos nesse manifesto o reconhecimento da dor legitimada de todos aqueles que perderam familiares e amigos; além disso, a constatação da amplitude do acontecimento por sobre as gerações e a certeza de que as marcas da lama não serão alvejadas pelo tempo, pois não se limpa fácil o impacto da violência e da tragédia.
Junto disso, reafirmamos a nossa indignação, tristeza e o alerta pungente para com a imprescindível e justa apuração dos fatos e envolvidos para com essa tragédia.
E no caminho da solidariedade, segue-se a Responsabilidade, palavra que nos coloca de mãos dadas para com o movimento para o além das teorias, cuidando do acolhimento à elaboração desses registros traumáticos causados por tantos impactos e desserviços aos cidadãos atingidos.
Oferecemos nosso apoio, colocando-nos à disposição dos agentes de Saúde Mental envolvidos na força tarefa dos cuidados à população envolvida, numa tentativa conjunta de aplacar o sofrimento de quem foi marcado pela impotente e avassaladora invasão da morte que, embora anunciada, trouxe consigo o impacto da inominável dor psíquica.

Diretoria da SBPMG